segunda-feira, 8 de março de 2010

Carácaish!!


Minha primeira enchente no Rio.
De carona com um amigo, quatro pessoas no carro recém comprado, passamos três horas no trânsito para não assistir uma peça na Gávea.

Tivemos que escolher entre seguir a rua Jardim Botânico (completamente parada) ou tentar descer pra uma paralela... descemos e demos com os burros n'água tão literalmente quanto o possível. Antes de passar uma hora e meia completamente parados a uns 700 metros do teatro, tivemos que atravessar umas correntezas de meter medo, com a água ultrapassando a altura dos pneus.

Mas, pelo que vi no ótimo vídeo abaixo, lá na Rua Jardim Botânico não estava melhor...


O curioso nesse divertido vídeo é que, uma semana antes, eu fui pela primeira vez no bar que aparece completamente alagado. Fui na hora certa. (a Cléo Pires estava lá, mas isso é outra história)

Enfim: agora eu sei melhor como um paulistano se sente.

Com um pequeno detalhe: foram só 2 horas e meia de chuva pra colocar o Rio de pernas pro ar.


Um comentário:

Gabriel disse...

O pior de tudo é ainda ter que ler agora que "Infelizmente, a Fundação Cacique Cobra Coral não foi acionada no forte temporal de sábado passado no Rio".

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2010/03/09/apos-temporal-paes-renova-convenio-com-medium-da-fundacao-cacique-cobra-coral-916021225.asp

Pra quem não sabe: a Fundação Cacique Cobra Coral é uma entidade ligada a uma entidade mediúnica capaz de influenciar o tempo que "presta assistência técnico-científica gratuita para o município em questões climáticas".