sábado, 25 de abril de 2009

Fazendo: Convite de casamento

Um grande amigo meu (o Bruno, do blog O Putaqueopariu) me convidou meses atrás para fazer o convite de casamento dele. Eu já tinha feito o meu, e tinha gostado disso (depois eu posto ele aqui.) O casamento é hoje (sou padrinho). Em "homenagem" à cerimônia, resolvi colocar aqui o processo de realização do convite...



1. aqui abaixo temos o primeiro esboço: uma tradução visual da idéia que Bruno me passou por escrito. Tudo esboçado diretamente no photoshop.




2. depois, decidi que ia desenhar os componentes à mão, e então digitalizá-los e ajeitar e montar tudo por computador (detalhe: como não tenho scanner, tive que fotografar tudo. Um saco). Desenhei a noiva e o buquê num papel, e as "encalhadas" em outro. Abaixo as versões em lápis:




3. Levando em conta que o convite final teria apenas algo como 8 x 20cm, percebi que tinha deixado detalhado demais (vício meu). Assim, resolvi imprimir os desenhos num tamanho menor, e desenhá-los a caneta num papel mantega, simplificando os traços. Aí as versões em tinta:




4. Com os desenhos em tinta, fiz uma primeira montagem do convite para ver o posicionamento dos elementos. Mas resolvi já colocar o fogo no buquê, para que o contraste da cor fosse visível.



Aqui o buquê pintado.

5. Resolvi dar algumas tonalidades ao desenho, para melhorar a visão do "nó das encalhadas" e ressaltar a brancura do vestido da noiva.


6. Havia alguns retoques a serem feitos:
- aguns traços estavam ainda muito grossos e me incomodavam.
- as tonalidades das "encalhadas" estavam pesadas demais, muito escuras, e tiravam o dinamismo e leveza da cena.
- o fogo estava muito tímido aind apara o que Bruno queria.

Aqui a versão final do desenho:





pessoalmente, gosto do "timing" da idéia do Bruno, que expressa tanto seqüência quanto simultaneidade...


7. Bruno se encarregou de colocar as letras, já tinha idéias a respeito. Nesse estágio, eu fiquei muito ocupado com um concurso e não acompanhei mais.



Só não gostei da última linha de palavras, mas acho que ficou bem batuta no final.


Pena que os incompententes da gráfica resolveram ser "cordiais" e, por conta própria e sem consultar os clientes, imprimiram os convites num papel "melhor" -- o papel Casca-de-ovo. Sendo um papel muito texturizado, acabou deixando as linhas delicadas falhadas. Paciência...

Vamos ver o casório hoje à noite!!


Bookmark and Share

3 comentários:

Marcílio - o gêmeo malvado disse...

Ahnnn..é por isso então que o sr. está em São Luis? Manda um abração meu pro Bruno e pra Karla, ficou muito legal o convite e a explicação do processo.

Quesia disse...

Amei cara voçê fez esses desenhos incriveis ualllllllllll bacana sua criatividade e a ideia do Bruno

sandramilk disse...

adorei os desenhos e fiquei morrendo de saudades do Olho d'agua....