terça-feira, 16 de dezembro de 2008

ai meu SAX

Mas tá. Já que é pra espezinhar o que já é ruim, vou ser chato em outro aspecto. Quase "politicamente correto".

Não confio nessa mônica "gostosa". Se é mesmo pra "adolescentizar" a mônica: qual a idéia que o design atual dela passa?

Essa turma da mônica adolescente, pelo que vi até agora, é a Mônica adaptada a padrões externos a ela mesma. Se havia uma qualidade da criação de Maurício, era estar fundada em critérios próprios de linguagem, tema e regularidade. Mesmo com limitações, vários personagens eram em si criações absolutamente própias. Uma HQ infantil baseada numa menina ranzinza e atarracada que dá porrada em meninos: o que é que se fazia assim no resto do mundo? A qual estereótipo ela se referia? Nenhum que me ocorra à mente... Enfim, era algo muito interessante.

Os atuais "adolescentes" da turma da mônica são adolescentes "padrão": têm em si atenuado tudo aquilo que era característico nos personagens em versão criança. Cascão toma banho. Magali faz dieta. Cebolinha só trioca erres de vez em quando... e mônica não é baixinha, nem gorducha. Um pouquinho dentuça, vá la. O pouco que vi me mostrou um triunfo do "eu descafeinado". É claro, não podemos desconsiderar o fato de que a revista já passou por fases e camadas sucessivas de pasteurização.

Nada contra a mônica ficar "gostosa"; adolescência é em boa parte uma infância martelada com sexo até deixar de sê-lo (feio dizer assim, não?). O problema, o que me incomoda, é a pasteurização. E tome mangá nisso.

E aí vem a minha pergunta de chato: de que beleza estamos falando?
E todas as moças que, além de "dentuças", continuarão sendo "baixinhas" e "gorduchas"? Não podiam fazer uma mônica bonita SEM ter um corpo de modelo? Não seria esse um desafio digno? Uma moça bonita, atarracadinha de quadris largos, botando moral em todo mundo?
Foi mais ou menos dessa maneira que o famoso Joe Kubert desenhou a mônica "balzaquiana", na Revista especial de 30 anos. (que eu tenho e você, não... dãã)

Mas já disse o Laerte em uma tira antiga: "humor? homenzinhos narigudos são humor! Mulher gostosa é mulher gostosa".

É claro que eu levo tudo isso a sério demais. Mas não se avexe não: é só esporte.


Bookmark and Share

3 comentários:

Lhales Topes disse...

Cara, certa vez eu li em um blog (depois eu te passo o link... estou com preguiça de procurar) uma coisa que me fez retomar o meu eu criança. Não precisava criar essa história da turma da mônica adolescente. Eles tinham a turma da Tina. E o autor começou a fazer comparações: Tina com a Mônica; Rolo com o Cebolinha; Pipa com Magali e Cascão com o Chicão. precisava apelar para essa porra de adolescência? Eu digo que retomou mas lembranças minhas do passado, pois eu sempre fazia essas associações só que, sempre tímido que fui em expor as minhas idéias (para não passar por ridículo), ficava na minha. E como agora não adianta nada....o cara tinha razão.

Ah... e esse negócio de a Mônica ficar gostosa me incomoda!

Gaburieru Girunossu disse...

CARALHO!

Eu NUNCA tinha pensado nisso, Thales...

Gargamel Ostrogodo disse...

A Pipa ser a Magali é especialmente engraçado, hehehe... a Pipa (gordinha) paga pelos pecados da Magali...