domingo, 1 de junho de 2008

Caraca

"A eugenia -- uma lei não escrita -- era o dogma mais importante para os espartanos. Consistia em sacrificar toda e qualquer criança que nascesse doente ou com deficiências, fossem físicas ou mentais. Assim, Esparta ficou famosa, na antigüidade clássica, por ter um povo hígido e forte, notável nas batalhas de conquista que empreendeu contra seus vizinhos, aquém ou além Peloponeso. Por outro caminho, não violento, os povos do século 21 poderão construir uma sociedade sem pessoas sofredoras de males genéticos, principalmente os observados durante a vida intra-uterina. (...) As pessoas poderão se valer da ciência, para evitar que seus filhos nasçam feios, deformados, deficientes ou idiotas. Ou até mesmo -- e essa vai ser a grande questão do século -- escolher para que as crianças nasçam clones de algum gênio ou adônis. Nesse mundo de notícias tão ruins, esta é a mais alvissareira de todas: a eugenia, doravante, vai ficar por conta dos prodígios da ciência, não da barbárie das adagas."

(Luiz Henrique da Silveira, governador de SC,O DNA Espartano, A Notícia, 04/09/2005)


Essa eu vi neste blog aqui.



Bookmark and Share

2 comentários:

Marcel disse...

Essa eu não tinha visto a notícia é de 2005???...
Só uma coisa a dizer: "This is Sparta!"
Dá uma olhadinha pra complementar:
http://charges.uol.com.br/bobagens_ver.php?bobagem_pk=1168

Marcel disse...

P.S: só pra não criar outra discussão sem motivo... a inteção foi só uma piadinha mesmo... Inclusive, acredito que esse assunto mereceria um debate mais aprofundado, mas pra não ser o eterno chato que enche o saco dos bloggers eu fico com o: "This is Sparta!..." (Valeu Leonidas)...