sábado, 31 de maio de 2008

É um mundo estranho

RÁÁÁ!!!
Quase ninguém lembrava. Ou, pelo menos, ninguém com quem eu falei. Mas – viva a internet -- eu descobri que não estou sozinho nas minhas percepções.
(sou muito convencido em relação ao meu ouvido musical. E depois dessa posso ficar insuportável)

TODO MUNDO da minha geração lembra de He-Man, obviamente. O desenhão do cara loirinho de malha branca e colete rosa e fala mansa que vira um cara loiro-queimado de pele morena, voz grossa e cueca peluda, cruzamento de Conan, Príncipe Valente e Doris Day.
Eu costumo comentar sobre os episódios em que as músicas-tema tão conhecidas por nós eram substituídas por... bem... músicas esquisitinhas. O que dava um ar extremamente insólito para todo o conjunto, principalmente quando assistido por uma criança pré-adolescente. E deixava o enredo tolo muito mais interessante!
O problema, repito, é que eu sempre quis comentar a respeito disso e quase nunca (só pra descontar do “nunca” alguém de quem não esteja me lembrando agora) encontre ealguém que lembrasse dessas músicas bizarras.

Eu suspeitava de que essa esquisitice pudesse ser algo apenas da dublagem brasileira. E, no youtube, descobri que outros chegaram à mesma conclusão. Algumas das músicas estranhas -- a que está no vídeo e a encontrada aqui – ainda não tiveram suas autorias descobertas por nossos conterrâneos investigadores... vale até a pena dar uma olhadinha rápida na discussão no Youtube sobre isso.

Mas o melhor é outra dessas músicas estranhas, uma que não está nos vídeos do Youtube mas que aparece nas discussões (comprovando que não fui só eu que ouvi!)... e é a fonte de outra bizarria.
Quando eu tinha 14 anos, assisti Laranja Mecânica (do Kubrick) pela primeira vez. Quem viu sabe que a trilha sonora é muito, muito marcante nesse filme.
Lá, em um momento muito pequeno e bizarro (o da tortura de Alex, nosso protagonista sociopata ultraviolento), quando tocava uma música que era mais um apanhado inquietante de sons... reconheci justamente um trecho de música estranha tocada naqueles episódios esquisitos de He-man!! (E, na verdade, a mais insólita música de todas as que lá tocaram.)
Uns 8 Anos depois, já na faculdade, um grande amigo meu gravou para mim (a partir dum vinil de seu pai) a trilha sonora do filme. Lá, minha suspeita se comprovou: um trecho da esquisita, agressiva, eletrônica e dodecafônica Timesteps era o que eu ouvira quando criança num desenho animado!

Fechando a Bizarria:
Proocurei a história do compositor dessa música. Eu achava na internet ora o nome Walter Carlos (“será brasileiro?”, pensei), ora o nome Wendy Carlos.
Ora, que estranho! Fui checar na Wikipedia e... ambos estavam certos.
Walter Carlos, compositor da trilha sonora de Laranja Mecânica e cuja música estranha teria trechos tocados num desenho infantil esquisitão... trocou de sexo e virou Wendy.
Caraio.


Bookmark and Share

4 comentários:

Gabriovaldo Erasmo disse...

Esse post já estava engatilhado há mais de um mês. Mas fiquei corrido em Maio e esqueci completamente dele...

Marcel disse...

Caramba!!!
Eu preciso ver a Laranja Mecanica de novo...


P.S: Estou pasmo!!!...

Gabriovaldo Erasmo disse...

Minha mulher lembra de uma das músicas!!!

Eu dei sorte mesmo.

Alexandre disse...

Cara!! Eu também ouvia estas músicas de fundo nos desenhos do He-Man. Numa festa do peão que eu estava presente no recinto, o DJ pôs a música de fundo para soltar algumas propagandas, fui lá perguntar de quem era, pois já tinha ouvido no desenho do He-Man e o cara me disse que era do Jean Micheal Jarre, nossa baixei várias músicas mp3 e nada de achar!! Aí um belo dia assistindo ao Clockwork Orange, pumba!! A música, baixei a trilha sonora, e tive uma dúvida de anos sanada!! Mas que o cara havia trocado de sexo, nem imaginava!!! (rs...rs..)