domingo, 29 de julho de 2007

Folha se Revolta

Sou leitor da Folha de São Paulo há muitos anos. Nesse tempo todo, adquiri uma necessidade de me manter informado, ler o jornal se tornou um hábito diário.

A Folha já foi um jornal com tendência centr-esquerdista, mas isso já faz muito tempo. No governo Lula, a folha tem se mostrado um jornal virulento, qualquer fato negativo é usado para bater no que eles chamam de "lulo-petismo".

Ainda assim, pra quem não lê o jornal (o caderno principal), o jornal pode parecer isento, e de vez em quando soltam alguns artigos ironizando a elite brasileira, como se não fosse esta a grande responsável pelo consumo da imprensa escrita no país. Menos frequentemente, aparecem coisa engraçadíssimas.

Na edição de hoje, saiu essa charge engraçadíssima do Angeli:

Genial, né? A elite protesta contra "o estado das coisas"

Exatamente embaixo dessa charge, um artigo do Clóvis Rossi, indivíduo em processo de mutação há uns anos, falando sobre o "Movimento Nossa São Paulo", movimento apartidário, de gente como ele, que "cansou" da situação atual, ou seja, "do estado das coisas".

Não sei se alguém pensou nisso, se a coincidência era inevitável, já que na Folha, Angeli e Clóvis Rossi fazem parte de um seleto grupo de imexíveis, publicam o que bem entendem. Obviamente, Rossi é muito mais imexível que Angeli, e reflete bem o que pensa o conselho editorial do diário.

___________________________________________________________________

Outro "ataque" as elites, foi uma nota da coluna social incluída no caderno Brasil, por se tratar de casamento de gente VIP, a filha do Alckmin. Vou transcrever aqui uns trechos curiosos:

Sophia Alckmin "fecha" mosteiro paulistano para receber vips em cerimônia

Com um pincel de blush na mão esquerda e um tubo de spray na direita, o maquiador Marcos Proença junta-se aos repórteres e fotógrafos que cercam o Ômega preto à chegada da noiva, Sophia Alckmin, e do pai dela, Geraldo:
"Vim para finalizar a Sophia", explica Proença, com os braços suspensos e os cotovelos flexionados em forma de asa, sem decidir se olha para a cliente ou para os flashes.

(...)

Seguranças barram a entrada de quem não é convidado, como se o mosteiro de São Bento fosse uma balada:
"A Carla já vai vir conversar com vocês", eles informam aos repórteres. Carla quem?

(...)

Um amigo de Sophia chamado Mateus Mazzafera chega. Repórteres de sociedade informam que "ele trabalha na Vogue Itália": mas faz o quê? Não importa.

(...)

Não é fácil se informar com os setoristas de festas. Uma mulher de cabelos ruivos e armados, olhos bem abertos, com a expressão de quem ouviu um segredo assustador e nunca mais se recuperou, é muito fotografada descendo de um jipe importado. Quem é? Não importa. (hahahaha!!! Gabriel, desenha isso e cola aqui)

(...)

"Vimos muita gente entrando", diz o gaúcho Carlos Longa, em visita à cidade com a mulher. "O Serra, o Maluf, Deus me livre, a Ana Maria Braga, a Regina Duarte.."
"Dona Regina Duarte sempre foi uma patroa muito humana" (???), assegura a faxineira Benedita Campos, 66.
Hebe Camargo é a primeira a sair da igreja. Por quê? "Porque o casamento acabou!", responde, alterado, o sobrinho da apresentadora, Cláudio Pessutti. Numa atitude típica de papagaio de pirata, Pessutti protege a tia dos fotógrafos: como se fosse uma tortura, para Hebe Camargo, lidar com o assédio deles.
"Por que vocês não entraram na igreja?", pergunta Hebe aos repórteres, com sua expressão mais distraída.

___________________________________________________________________

Que comédia!







- - - - - - - - - - - - - - - -
(agora, uma alteração do post original feita em 15/08/2007 por Gabriel)

... Atendendo a pedidos...

... eis uma primeira interpretação.



Bookmark and Share


 

3 comentários:

G; disse...

"Uma mulher de cabelos ruivos e armados, olhos bem abertos, com a expressão de quem ouviu um segredo assustador e nunca mais se recuperou..."


HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!!!!!!!
Excelente!!!

cara, vou tentar esboçar a cena...

G; disse...

"mas, qual o problema com o estado das coisas?"

"é que é o Estado das coisas. Se fosse a Iniciativa Privada das coisas, estaria muito melhor."


Dã.

Marcelo disse...

hUHAuhUAHuHUAHuHAUhuHAu!!!!!!!!
hUHAuhUAHuHUAHuHAUhuHAu!!!!!!!!
hUHAuhUAHuHUAHuHAUhuHAu!!!!!!!!
hUHAuhUAHuHUAHuHAUhuHAu!!!!!!!!
hUHAuhUAHuHUAHuHAUhuHAu!!!!!!!!
hUHAuhUAHuHUAHuHAUhuHAu!!!!!!!!
hUHAuhUAHuHUAHuHAUhuHAu!!!!!!!!

Isso Gabriel!!