segunda-feira, 10 de julho de 2017

Brasil, país jiujiteiro



Um amigo achou essa imagem sei lá onde. Meus pensamentos*:

1. quem acha que o braço do Bolsonaro é assim nunca viu os vídeos dele fazendo flexão com batalhões da PM por aí;

2. sou partidário de abrigar o Bolsonaro numa jaula temática do Aquário de São Paulo, com esse cenário aí: umas ruínas em chamas, bandeira do Brasil e o bicho segurando o fuzil;

3. tenho uma sensação muito nítida de que o eleitorado do Bolsonaro é maior entre o público do UFC - tirando por algumas pessoas no meu face que fui encontrando nas comunidades de apoio à candidatura dele...vamos chamar de amostra qualitativa;

     3.1. a opção da Globo por promover o UFC como esporte nacional e, antes disso, o próprio sucesso do Jiu-Jitsu brasileiro aliado à carência nacional de ser foda em alguma coisa, talvez tenha criado essa nova imagem do machão brasileiro: os caras que querem quebrar tudo e acham que a solução do Brasil é ter um presidente que vai resolver tudo na porrada (ignorando o fato de que no fundo o cara é um corrupto E um fracote).

Viva a capoeira!



*ruminações livres de qualquer rigor acadêmico.

Nenhum comentário: