quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Pitombas!

Reproduzo aqui o interessante manifesto literário (feito em contexto maranhense, bem entendido, mas que não se confina aos limites da ilha ludovicense) de meu grande amigo Bruno, do O PUTAQUEPARIU!.



MANIFESTO PITOMBA
(Bruno Azevêdo)


01. porque a palavra, já que dita, não é palavra, antes de ouvida.

02. porque se há de ser dito, e se convém que se ouça, que seja dito com cacofatos e microfonias, pra que, assim, quem ouça também diga.

03. porque haja uma leva de gente, por fatalidade geográfica, no mesmo tempo e à mesma inação.

04. porque a informação não se pertence e a posse de ter é a posse de dar e é essa posse que reivindicamos.

05. porque a palavra há de existir para além de quem a diga, mas não para além dela, porque a palavra está para além de nada.

06. porque pra além do caroço, que é quase tudo, existe a casca, que se quebra, e existe a polpa, que se quer.


pitomba!




Bookmark and Share

Um comentário:

sandramilk disse...

adorei o manifesto pitomba e reinvidico o manifesto bacupari ao maranhense bruno...rsrs
bacupari é uma delícia , além de ser mais polpa que caroço....