segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Top, top, top.


 
Balança, mas não cai




Falando em obscenidades...taí, caderno de turismo da Folha, da última 5a. feira, 2 de agosto.

Lógico, o gênio que apareceu com essa manchete achou que ninguém estivesse olhando ou fosse olhar, o conselho editorial não viu...agiram sob o calor do momento do acidente, tiveram apenas 16 dias para refletir sobre o acidente e a dor das vítimas, somente 14 dias após condenar em editorial e diversos artigos o "top, top, top" de Marco Aurélio Garcia e poucos meses para pensar sobre o que publicaram a respeito do "relaxa e goza" da Marta - dita muito tempo antes do acidente.

Deixo aqui os meus parabéns, belo exemplo da seriedade e coerência do maior jornal do país.


Bookmark and Share


3 comentários:

Urariano Mota disse...

Depois dê uma olhada em "Ral, o criador simplicíssimo", sobre um cartunista genial do Brasil, em http://www.lainsignia.org/2007/agosto/cul_009.htm
Abraço.

G; disse...

Que interessante a entrevista! Ral é um cara cujo trabalho eu já havia visto antes, mas no qual eu nunca havia prestado atenção...

Quanta gente não fica assim, sem receber a atenção devida, durante anos?

G; disse...

Sobre o top top top e a imprensa, disse bem o Nassif:

"O carnaval em torno do 'top top' de Marco Aurélio Garcia visou apenas criar uma ameaça, um alerta: não comemorem nossos erros."